Microsoft Compra Blizzard e Faz Maior Transição da História No Ramo da Tecnologia

Imagem de referência
Foto de Pedro SousaPostado por Pedro Sousa em 18/01/2022 19:28:42

A Microsoft anunciou, hoje (18), um acordo para comprar a Activision Blizzard, uma das principais empresas do ramo de jogos eletrônicos, por 68,7 bilhões de doláres. Se for aprovado, será a maior aquisição de todos os tempos da Microsoft – e de longe o maior negócio de todos os tempos no ramo de videogames – bem como o maior acordo de tecnologia até hoje.

A lista de jogos da Activision Blizzard inclui "Call of Duty", "Candy Crush", "Warcraft", "Diablo", "Overwatch" e "Hearthstone". De acordo com a Microsoft, o acordo acelerará o crescimento de seus negócios em relação ao desenvolvimento de jogos para dispositivos móveis, PC's, consoles e para a plataforma da nuvem e fornecerá os fundamentos para o metaverso que a empresa pretende construir, bem como a empresa Meta deseja construir.

O acordo pode expandir drasticamente o negócio de videogames da empresa. Com a Blizzard, a Microsoft se tornaria a terceira maior empresa de jogos do mundo em receita, atrás, apenas de Tencent e Sony. Espera-se que o acordo seja fechado no ano fiscal de 2023 da Microsoft (que termina em 30 de junho de 2023), sujeito à revisão regulatória e aprovação dos acionistas da Activision Blizzard.

A Blizzard, além de seu negócio principal de desenvolvimento e publicação de jogos, administra uma rede global de esports por meio de sua divisão Major League Gaming. A empresa tem cerca de 10.000 funcionários em todo o mundo.

A notícia do acordo, anunciada na terça-feira, ocorre quando a Activision Blizzard tenta se recuperar de um escândalo no qual a empresa foi acusada de permitir que uma “cultura de fraternidade entre homens” prosperasse, o que supostamente resultou em funcionárias sendo continuamente submetidas a assédio sexual e morea, e ainda sendo menos remuneradas do que os homens.

A empresa acusada, então, demitiu mais de três dúzias de funcionários por má conduta desde julho passado, informou o Wall Street Journal. Com as ações da sob pressão devido a problemas de má conduta no local de trabalho e resultados decepcionantes em relação aos últimos jogos lançados – as ações caíram 30% nos últimos 12 meses. 

Segundo informou a Microsoft, o CEO da Activision Blizzard, Bobby Kotick, continuará nesse papel, e assim que o acordo for efetivamente fechado, Kotick se reportará a Phil Spencer, recém-nomeado CEO da Microsoft Gaming.

Sob o acordo proposto, a Microsoft pagará 95 doláres por ação da empresa a ser comprada, um aumento de 45% em relação ao preço da tentativa anterior. Mais novidades devem ser anunciadas em breve. 

 

 

Fonte: Variety

O que achou? Comente!