Xanadu lança o primeiro computador quântico fotônico na nuvem

Imagem de referência
Foto de Lukas AraújoPostado por Lukas Araújo em 05/09/2020 12:26:48

Xanadu, startup de computação quântica com sede em Toronto, anunciou no dia 2 de setembro o lançamento da primeira plataforma de nuvem quântica fotônica disponível publicamente do mundo. Nomeada de Xanadu Quantum Cloud, ela oferece acesso a processadores quânticos fotônicos baseados em gate com chips de 8, 12 e em breve 24 qubit.

 

Imagem de referência do post

(Sede da Xanadu em Toronto, Canadá - Divulgação Xanadu)

 

A empresa espera “quase dobrar” o número de qubits disponíveis em sua nuvem a cada seis meses. A esperança é que a plataforma permita que desenvolvedores e pesquisadores criem soluções inovadoras para problemas em finanças, química quântica, aprendizado de máquina e análise de gráficos.

"Acreditamos que a fotônica oferece a abordagem mais viável para a computação quântica tolerante a falhas universal com a capacidade do Xanadu de conectar um grande número de processadores quânticos em rede. Estamos entusiasmados em fornecer este ecossistema, uma inovação mundial em fotônica quântica e clássica", disse Christian Weedbrook, fundador e CEO da Xanadu. "Nossa arquitetura é nova, projetada para ser expandida como a Internet em comparação com as abordagens tradicionais do tipo mainframe para a computação quântica."

 

Imagem de referência do post

(Visão microscópica do processador - Divulgação Xanadu)

 

Os computadores quânticos baseados em fotônica têm muitas vantagens sobre as plataformas anteriores como da Google e IBM. Uma delas é que operam em temperatura ambiente. Assim, eles podem se integrar facilmente à infraestrutura de telecomunicações baseada em fibra óptica existente, possibilitando um futuro onde os computadores quânticos serão conectados em rede. Além disso, os processadores fotônicos oferecem grande escalabilidade com suporte à tolerância a falhas. Devido a qubits físicos robustos e resistentes a erros e flexibilidade no projeto de códigos de correção de erros. O tipo único de qubit de Xanadu é baseado em estados comprimidos - um tipo especial de luz gerada por dispositivos fotônicos de silício integrados em chip.

Além do Xanadu Quantum Cloud, os desenvolvedores usarão as ferramentas de código aberto do Xanadu amplamente disponíveis no Github. Isso inclui Strawberry Fields, sua biblioteca Python de plataforma cruzada para simular e executar programas em hardware fotônico quântico e PennyLane, sua biblioteca de software para aprendizado de máquina quântica, computação quântica e química quântica. A comunidade dessas plataformas está crescendo rapidamente. A comunidade inclui uma vasta gama de tutoriais e materiais educacionais para usuários de todos os níveis de experiência para começar a desenvolver e experimentar aplicativos quânticos.

O que achou? Comente!